Namoro

A Grandeza do Namoro 

 

 

 

Namoro em toda a humanidade sempre foi um “passo sério”, um compromisso que exigia de ambos os lados, assumir uma maior responsabilidade, ter respeito e fidelidade um pelo outro. A fase de namoro sempre foi importante e especial para que ambos pudessem se conhecer melhor através de encontros, para estabelecer uma convivência maior e descobrir seus verdadeiros sentimentos, para já sonhar e idealizar uma vida futura a dois.

 

Após um determinado tempo, este compromisso de namoro desencadeava um noivado, onde ambos firmavam a intenção de se casar e já partiam para os preparativos para o matrimônio.

 

Com o passar dos anos, as modificações sociais, comportamentais, a liberação sexual entre outros fatores, acabaram por banalizar este relacionamento afetivo, onde o namoro nem sempre é visto com bons olhos por aqueles que curtem esta liberdade afetiva.

 

O namoro representa para muitos, estarem presos à outra pessoa, o que significa que o namoro em si não perdeu seu peso nem importância, mas a grande maioria, em especial os jovens, não se sentem aptos a assumir este compromisso.

 

A dúvida sempre paira na cabeça de muitos quando estão se relacionando, temem assumir que estão namorando, pois a grande maioria dos relacionamentos é baseada no “Estamos ficando”, “estamos curtindo” ou “estamos nos conhecendo”, nada sério para ambos os lados, ou muito difícil e confuso para um dos dois, pois um sempre acaba por se apaixonar pelo outro... e isso causa uma grande incerteza e insegurança.... A pergunta que se faz depois de um tempo com este relacionamento sem compromisso, mas que já está acima do esperado e mais constante do que se imaginava é: “Como estamos?” – namoramos ou não namoramos?

 

A resposta para quando se assume um namoro nos dias de hoje é evidentemente forte para a sociedade e nem sempre vista com bons olhos pelos amigos, pois isso para muitos representa uma prisão, a perda da liberdade, principalmente para os rapazes, pois o amigo passará a estar mais com a namorada do que com eles, mas já para a família representa um alívio, uma segurança, pois inúmeros são os riscos vividos numa sociedade sexualmente desenfreada como a que vivemos nos dias de hoje, que acabam acarretando situações como a gravidez antecipada, para não dizer indesejada, doenças venéreas, entre outros desconfortos morais e espirituais.

 

Como mostrar ao mundo que estamos vivendo um relacionamento sério, um namoro?

 

Em meio a esta confusão e insegurança nos relacionamentos surgiu a necessidade de diferenciar um “estou curtindo” de “um namoro propriamente dito”, através da troca de alianças que se dá após um determinado tempo de namoro, simbolizando que se está comprometido com a pessoa por opção, por um sentimento mais forte, que já pode ser amor...